cuscuz a paulista

Cuscuz a Paulista

O cuscuz é uma iguaria do norte da África que a maioria das pessoas supõe ser um grão. Na verdade, o cuscuz é feito de farinha de sêmola ou bolas de trigo duro. Você pode encontrar três tipos distintos de cuscuz: israelense, marroquino e libanês. A versão menor e mais comum encontrada nas lojas é marroquina.

Os benefícios

Há várias coisas sobre o cuscuz que podem surpreendê-lo. Alguns de seus benefícios à saúde incluem:
  • Rico em selênio – uma xícara de cuscuz fornecerá cerca de 60% do selênio necessário por dia para se manter saudável. Este poderoso antioxidante ajuda a reduzir a inflamação e reparar as células que podem ser danificadas. Também desempenha um papel na saúde da tireóide. Pode reduzir o risco de câncer. Alguns estudos descobriram que alimentos ricos em selênio, como o cuscuz, podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver diferentes tipos de câncer.
  • Mantém o sistema imunológico funcionando bem. O selênio no cuscuz também ajuda a melhorar sua função imunológica, diminuindo o estresse oxidativo em seu corpo.
  • Ótima fonte de proteína, o cuscuz fornecerá seis gramas de proteína em um copo, tornando-a uma ótima fonte de proteína à base de proteína vegetal. Embora seja considerada uma proteína incompleta, ainda é uma ótima maneira de obter a proteína necessária em sua dieta para manter seu corpo saudável sem a gordura saturada encontrada na proteína animal.
  • Promove um açúcar no sangue saudável. A combinação de fibras e proteínas no cuscuz ajuda no impacto que causa no açúcar no sangue, o que com o tempo pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo dois.
  • É fácil de fazer, o cuscuz é considerado melhor que o macarrão, porque é feito com farinha de trigo integral e é menos refinado. Cozinhar corretamente é fácil de fazer e seu sabor leve o torna versátil para uso em pratos.
  • Lembre-se de que o cuscuz contém glúten; portanto, se você é sensível ao glúten ou tem doença celíaca, convém evitá-lo. Mas, no geral, o cuscuz é um alimento nutritivo e delicioso para adicionar à sua dieta.

Se o “cuscuz” é um prato norte-africano, como chegou ao Brasil?

Chegou ao Brasil de Portugal e mudou significativamente, tornando-se muito diferente do prato original. Existem muitas variações regionais – usando peixes, aves, carne de porco e legumes – servidas como aperitivos ou como prato principal, acompanhadas de arroz branco. O “cuscuz” deve ser cozido em uma “panela de cuscuz” (vaporizador de alimentos), mas você pode prepará-lo em um molde em forma de anel de 2 litros ou em formas menores de pudim para porções individuais.

Ingredientes

  • Duzentas gramas de pimentão
  • Duzentas e cinquenta gramas de cenoura
  • Cem gramas de cebola
  • Um dente de alho
  • Cinquenta mililitros de azeite
  • Cento e setenta e cinco gramas de molho de tomate
  • Oitenta gramas de azeitonas pretas sem caroço
  • Sardinha enlatada, aproximadamente duzentas e cinquenta gramas
  • Sessenta gramas de ervilhas frescas ou congeladas
  • Cento e setenta e cinco gramas de farinha de milho pré-cozida
  • Cento e Setenta e cinco gramas de farinha de mandioca tostada
  • Três ovos cozidos
  • Salsa picada
  • Dois à três tomates maduros
  • Sal e pimenta do reino à gosto

Método de preparo

Unte o molde em forma de anel com óleo de milho e distribua dentro do molde, no fundo e nas laterais, os tomates (cortados em cerca de 8 fatias), os ovos cozidos fatiados, as azeitonas, as ervilhas verdes e os filés de sardinha em lata, pra decoração. Pique finamente os pimentões, as cenouras, as cebolas e o alho e refogue-os em óleo até ficarem bem macios. Adicione o molho de tomate, as azeitonas, a sardinha com seu próprio óleo, as ervilhas e cozinhe por 5 minutos. Desligue o fogo, adicione as farinhas já misturadas, a salsa picada e os cubos restantes de ovos cozidos. Ajuste sal e pimenta do reino. Despeje cuidadosamente a mistura no molde e pressione para compactar. Cubra e cozinhe em banho-maria por cerca de 45 minutos, até que a mistura comece a se afastar dos lados. Desenforme quando ainda estiver quente, tomando cuidado para não estragar a decoração. Variação: você pode substituir a sardinha por camarão e palmito fatiado. Ou usar os dois juntos!